Aviso

USE O LINK ACIMA PARA CONTATO SOBRE EVENTUAIS ENFRENTAMENTOS DE FASES NEGATIVAS, TROCA DE EXPERIÊNCIAS, BUSCA DE REEQUILÍBRIO.

domingo, 28 de novembro de 2010

A Chama Violeta

Assim pude me colocar acerca do poder das palavras, neste mesmo Blog há algum tempo:




Um tema correlato que gostaria de compartilhar agora, diz respeito à Chama Violeta e aos Guardiães da Chama Violeta. Eu mesmo, do alto de todas as minhas imperfeições e limites, tento ser um guardião da Chama Violeta. Exatamente por isso considero imperativo aclarar que os chelas (como são chamados os que já têm, ao menos, a vontade de ser um Discípulo) não irão requalificar o seu karma, nem auxiliar o planeta em sua ascensão como um todo, tão-somente por imaginar, por mais bem visualizado que seja, labaredas de fogo da cor violeta por toda a parte...


A imaginação é um poderosíssimo instrumento mental de fixação do pensamento. Como todo instrumento, não é o fenômeno em si mas ajuda - e muito - a realizar o fenômeno. Como sabemos, muitos ascendem na senda sem jamais terem imaginado um único brilho violeta na vida. Mas certamente lançaram mão de outros instrumentos com os quais se afinaram; ou ainda (quem sabe?) não usaram de nenhum instrumento em particular senão a aquisição dos inadiáveis bons hábitos mentais que, uma vez estabelecidos, fazem tudo o mais acontecer.


Mas, então, os ensinamentos acerca da Chama Violeta são inválidos? Por óbvio que não!


O que se pretende deixar assente aqui é que, tanto quanto o que ocorre com as palavras, o instrumento da Chama Violeta deve ser usado como um indutor de estados mentais. A imagem que decorre de uma palavra é o seu conteúdo, bom ou mal; a efetiva intenção que decorre da chama violeta visualizada é a sua própria essência.


O Universo é Mental --- a primeira lei de Hermes Trimegistus. Já pudemos repisar essa lei por diversas vezes  nos tópicos anteriores. Não só você ou cada ser pensante existente, mas o Todo Universal é "construído" por pensamento. Na literatura espírita (notadamente nas obras de André Luiz) há referências expressas acerca dos corpúsculos mentais.


Sempre que você visualizar a Chama Violeta,  faça-o essencialmente em busca da requalificação das energias, a purificação do carma, a elevação do pensamento e, em última análise, ganho de Luz. Sempre que assim o fizer, você será também um guardião da Chama Violeta. Como o pensamento é um fenômeno ondulatório, tudo e todos os que se afinam (nos infinitos harmônicos do seu tom vibracional) com você receberão um aporte, um incremento da Luz que você puder assim veicular... É uma ação nobre e que faz muito bem a todos.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

"Cordeirisse" excessiva...

Existe uma Harmonia Universal que coordena rigorosamente tudo... Sim, sem dúvida. Mesmo sendo impossível perscrutar a natureza da Divindade, podemos, sim, entender que tudo se submete a uma Lei Fundamental.


Agora, pensemos por outro ângulo.


Um sujeito vai ao médico. Descobre, depois de vários exames, que tem câncer (não importa em que órgão). O médico lhe diz "você vai fazer uma cirurgia desde logo, com riscos calculados, e depois vai se submeter a uma quimioterapia por uns 2 anos; sua qualidade de vida vai ser baixa, com vários momentos de sofrimento, mas há chances concretas de cura".


O indivíduo, depois do susto e dos momentos iniciais de pânico, muito provavelmente vai seguir todas as orientações médicas. Talvez venha a se curar efetivamente. Ou não.


Seja qual  for o desfecho, uma pergunta se impõe: deverá ele tentar sentir-se feliz e alegre durante todo o período de tratamento?


Muitos dirão: "Sim! Ele deve se entregar nas mãos de Deus e confiar!"


Alguns dirão: "Sim! O pensamento positivo é uma garantia de melhora!"


Muito poucos dirão: "Ele deve fazer o tratamento, mas ciente de todos os riscos e de que poderá não dar certo, de modo que ele pode se permitir chorar quando for necessário ou mesmo vivenciar alguns momentos de revolta, a fim de não sufocar-se e aumentar ainda mais o seu estresse".


Outras possibilidades de resposta existem...


Mas o ponto é: essa cordeirisse de forçar-se a um sentimento anti-natural de alegria e felicidade diante da dor só faz aumentar o sofrimento do ser...


Eu confio em Deus e sei que tudo o que ocorre, somente ocorre porque é a resultante normal de todos os fatores que levaram àquilo... Mas daí a dizer que fico "feliz" com a chance de sofrer, não... De fato, não tenho esse perfil...


Os Filhos do Fogo caminham sobre a Terra no aprendizado do suor, da luta, edificando, construindo, transformando, lavrando... Os Filhos da Água não caminham sobre a Terra... Quedam-se de joelhos e oram... Aceitam tudo e, por metáfora de "confiança", fixam a imagem do cordeiro sacrificado...

Os Filhos de Caim aprenderam a tirar o alimento da terra... Os Filhos de Seth pedem alimento para distribuir aos pobres... 

Os Filhos do Fogo ardem em chamas de amor, orgulhosos de viver com o esforço de sua vida. O Filhos da Água melindram-se e correm, assustados, em busca de um viver de brandura...


Os Filhos da Viúva! Eu os saúdo!!!!!!!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

O vôo dos pássaros...

(Após meditar sobre a Mônada Celeste, vêm-me as seguintes cogitações)
Como falar do vôo dos pássaros? Por que Deus concedeu a graça do vôo aos pássaros e não ao homem? Mesmo na Terra, vivendo entre os ostensivos limites da matéria, os pássaros comungam da liberdade que só as almas libertas conhecem...
A liberdade do vôo... Tavez Deus saiba que as criaturas aladas, pelo asserenamento com que se recobriram de plumas, poderiam ganhar o espaço mesmo sob o peso de um corpo de barro...
São poucos os homens que podem voar... São poucos os pássaros que não o podem...
Somos uma multidão que rasteja à poeira... Eles se desenham nos céus num delta de delicado traço, agrupando-se com beleza ao vencer a altitude..
Por que os pássaros são tão lindos, em plumagens vívidas de refinado colorido, fazendo inveja aos lírios do campo? Por que os homens são tão toscos, grunhindo ímpetos de conquista como se as porções de chão e poeira fossem o céu de seus sonhos?
Só mesmo quem já observou um beija-flor para saber o que é a suavidade e o extremo requinte de um sofisticado vôo...
O vôo dos pássaros nos lembra que a liberdade é uma conquista para a qual o menor dos valores é o conhecimento e o ilusório orgulho por um pretenso livre-arbítrio...

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Mônada Celeste - Centelha Divina

Não faz diferença quais sejam as bases filosóficas de nossas convicções. Jesus, Cristo Planetário, Maytreya, ou seja qual for o nome, somente deve nos interessar o Ensinamento...
Há um desejo inerente a todo ser humano de saber, conhecer, evoluir... Nesse contexto, a única Magia que existe no universo é o Amor.

Temos que Amar, fundamentalmente Amar. 

Mesmo não sendo profitente de nenhuma religião, tampouco desejando uma, arrisco-me a alinhavar o Ensino Diamantino que tiramos do Livro dos Espíritos:

  • Benevolência para com todos.
  • Indulgência para com as imperfeições alheias.
  • Perdão das ofensas.



Por Ensinamentos de Luz como esse que eu devoto o mais profundo respeito e carinho para com a Doutrina Espírita. Ainda assim, ouso manter-me no universalismo, no ecumenismo, na busca sem fronteiras. A Luz do Ensinamento é como a luz do sol: brilha para todos. 

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Mônada

O brilho a mais que faz da mônada celeste a geradora de consciências individualizadas e destinadas a conhecer é um ímpeto que faz delas assim porque é da Vontade de Deus que assim venham ao Universo os Seres Cósmicos. Um Anjo é um ser que realiza a Vontade de Deus mas não participe da criação. Elohim realizam a vontade de Deus estruturando a criação, mas não a concebem. Um Ser Cósmico é um ser individualizado e consciente no sentido de realizar a Vontade de Deus à comunhão de sua própria vontade e, nos limites do que possa (de acordo com seu grau de evolução), usando a sua liberdade de ação para executar como melhor lhe pareça.

Não tenha dúvida! O homem, mesmo hoje, já participa da criação. Como o faz? Explica-nos o rosacrucianismo de Heindel. O homem atua diretamente e de acordo com sua vontade e possibilidades no plano físico. O homem toma do minério e o transforma em metais trabalhados. O homem toma dos rios e os condiciona no aproveitamento de sua força e na irrigação. O homem lascou pedras para obter lâminas e, com elas, preparar instrumentos, roupas etc. O homem, mais recentemente, vem condicionando atração e repulsão de partículas nos complexos circuitos da eletrônica contemporânea.

Claro que obedece a matrizes vindas dos planos mais elevados. Mas o faz por si, com suas possibilidades, com sua absorção de conhecimento. Diferente dos Elohim, o homem aprende progressivamente e não tem fim a sua ascensão em aprendizaddo e realização. Não estrutura o comando de Deus nos estritos limites do que "deva" ser feito; faz consoante a inspiração superior mas o faz sob a sua concepção, com todas as limitações que daí advêm.