Aviso

USE O LINK ACIMA PARA CONTATO SOBRE EVENTUAIS ENFRENTAMENTOS DE FASES NEGATIVAS, TROCA DE EXPERIÊNCIAS, BUSCA DE REEQUILÍBRIO.

sábado, 12 de setembro de 2009

Lírios...

No comum das lides diárias, o homem trava a sua mais dura batalha. Ano a ano arrosta a luta contra os instintos de milênios de aprendizado na seara dos impulsos indispensáveis da conquista e domínio de seu meio.

Eis que os verdadeiros heróis da grande aventura do Homem não estão por trás dos olhos vitoriosos das armas ou da subjugação pura e simples dos semelhantes. Não... O grande guerreiro, o infatigável soldado da senda que arrosta o bom combate, jamais empunhou outra arma senão a perseverança em buscar o que tantas vezes sequer pôde compreender.

O homem que recebe o galardão que faz sua alma menos densa não passa por este Mundo com o cetro poderoso à destra... É simples, humilde, tenaz em suas convicções mesmo que as palavras não lhe emirjam dos lábios tímidos e desacostumados à oratória...

Não convence a ninguém, tampouco tenta expressar-se conquanto a própria Vida, para quem tem olhos de ver, seja-lhe o mais eloqüente discurso da glória a buscar.

São os pobres pelo Espírito que, à tibieza de pernas cansadas, conseguem mais ascender na difícil senda evolutiva.

Não tecem senão remendos, não semeiam senão gotas de suor... No entanto, como lírios que são, nem mesmo os mais sábios podem cobrir-se com maior glória!

Antecipam para si, pelo mais árduo mérito, a bem-aventurança da conquista suprema de subjugar o ego ao chamado do Alto, deixando o ardor da vida ardente pela Serenidade da Vida na Paz.

São os simples que mais praticam a Benevolência, a Indulgência e o Perdão... Valores magnos que o Espírito Humano alcança nos vôos condoreiros a que, infelizmente, nem todos ousam... Têm boa-vontade e distribuem auxílio multiplicando meios com a mesma magia que multiplicou pães e peixes... São indulgentes porque, na árdua conquista de si mesmos, relegam o orgulhoso senso de retidão à certeza de que todos erramos... Perdoam, fundamentalmente perdoam, porque sabem-se falhos e necessitados também, antes de tudo, do perdão de Deus...

Sábios os pobres pelo Espírito! Brilhantes! Ofuscam a mais complexa concepção filosófica com a simplicidade de um viver humilde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos livres em nossos pensamentos, opiniões, convicções. Seja bem-vindo! --- Obs.: tendo recebido comentários ofensivos sob o véu do anonimato, vi-me obrigado a não permitir mais mensagens sem identificação. Peço a compreensão dos amigos que aqui já postaram como anônimos antes, mas, infelizmente, nem todos têm senso de urbanidade e cidadania.