Aviso

USE O LINK ACIMA PARA CONTATO SOBRE EVENTUAIS ENFRENTAMENTOS DE FASES NEGATIVAS, TROCA DE EXPERIÊNCIAS, BUSCA DE REEQUILÍBRIO.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

ELOHIM - Um conceito também na obra de André Luiz

Plasma divino
O fluído cósmico é o plasma divino, hausto do Criador ou força nervosa do Todo-Sábio.
Nesse elemento primordial, vibram e vivem constelações e sóis, mundos e seres, como peixes no oceano.
Co-criação em plano maior
Nessa substância original, ao influxo do próprio Senhor Supremo, operam as Inteligências Divinas a Ele agregadas, em processo de comunhão indestrutível, os grandes Devas da teologia hindu ou os Arcanjos da interpretação de variados templos religiosos, extraindo desse hálito espiritual os celeiros da energia com que constroem os sistemas da Imensidade, em serviço de Cocriação em plano maior, de conformidade com os desígnios do Todo-Misericordioso, que faz deles agentes orientadores da Criação Excelsa.
Essas Inteligências Gloriosas tomam o plasma divino e convertem-no em habitações cósmicas, de múltiplas expressões, radiantes ou obscuras, gaseificadas ou sólidas, obedecendo a leis predeterminadas, quais moradias que perduram por milênios e milênios, mas que se desgastam e se transformam, por fim, de vez que o Espírito Criado pode formar ou co-criar, mas só Deus é o Criador de Toda a Eternidade.
[Evolução em Dois Mundos - André Luiz]

Vê-se nitidamente neste trecho de André Luiz que o autor apresenta sua concepção do todo universal permeado pelo Pensamento do Criador. "Força nervosa" é uma locução muito significativa nesse sentido. O Pensamento do Criador a tudo sustenta --- causa primária de todas as coisas.

Mas o mais relevante no texto destacado é que André Luiz deixa assente tanto a existência como a atuação de entidades que recebem nomes específicos em outras correntes espiritualistas. "Inteligências Divinas a Ele agregadas", mencionado por ele como os Devas da tradição da Índia, os Arcanjos do Ocidente. Também importante é a descrição de sua atividade de co-criação em plano maior --- refere-se à ação dos Elohim, deuses que se ocupam da criação dos corpos e estruturas que compõem o Universo habitável, com suas âncoras gravitacionais etc. Veja-se que tais Inteligências Divinas agregam-se ao Criador em processo de comunhão indestrutível, nas palavras do Espírito em referência. Nas traduções mais antigas do livro "Gênesis" consta "Deuses" ao invés de "Deus", pelo que o texto originário era muito mais adequado ao conceito de Elohim (plural).


Devido à atuação desses Arquitetos Maiores, surgem nas galáxias as organizações estelares como vastos continentes do Universo em evolução e as nebulosas intragalácticas como imensos domínios do Universo, encerrando a evolução em estado potencial, todas gravitando ao redor de pontos atrativos, com admirável uniformidade coordenadora.
É aí, no seio dessas formações assombrosas, que se estruturam, inter-relacionados, a matéria, o espaço e o tempo, a se renovarem constantes, oferecendo campos gigantescos ao progresso do Espírito.
Cada galáxia quanto cada constelação guardam no cerne a força centrífuga própria, controlando a força gravítica, com determinado teor energético, apropriado a certos fins.
A Engenharia Celeste equilibra rotação e massa, harmonizando energia e movimento, e mantêm-se, desse modo, na vastidão sideral, magnificentes florestas de estrelas, cada qual transportando consigo os planetas constituídos e em formação, que se lhes vinculam magneticamente ao fulcro central, como os elétrons se conjugam ao núcleo atômico, em trajetos perfeitamente ordenados na órbita que se lhes assinala de início.
[Evolução em Dois Mundos - André Luiz]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos livres em nossos pensamentos, opiniões, convicções. Seja bem-vindo! --- Obs.: tendo recebido comentários ofensivos sob o véu do anonimato, vi-me obrigado a não permitir mais mensagens sem identificação. Peço a compreensão dos amigos que aqui já postaram como anônimos antes, mas, infelizmente, nem todos têm senso de urbanidade e cidadania.